Mococa, 20 de Junho de 2021



Jornal “O Metalúrgico” – edição junho 2021

 

 

 

 Jornal “O Metalúrgico”   edição junho 2021

 Jornal “O Metalúrgico”   edição junho 2021

 Jornal “O Metalúrgico”   edição junho 2021

 Jornal “O Metalúrgico”   edição junho 2021

Clique aqui e acesse em pdf

Estado de greve na Copromem

 

 Estado de greve na Copromem

Os trabalhadores da Copromem estão desde a decisão da assembleia de segunda, 7 de junho de 2021, em estado de greve contra o atraso do pagamento dos salários e a falta de depósito do FGTS.

Francisco Sales Gabriel Fernandes, o Chico, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e região e vice-presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de SP, explica que está esperando as negociações com a empresa para resolver estas pendências.

A Copromem está localizada no Distrito Industrial 3 de Mococa/SP, emprega 120 trabalhadores celetistas e 200 cotistas e presta serviços de caldeiraria para as empresas CNH, Komatsu do Brasil  e HBC.

Desemprego, fome e pandemia

  Desemprego, fome e pandemia

Na quarta, 26 de maio de 2021, em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, as centrais sindicais e os movimentos sociais realizaram uma manifestação histórica que merece ser repercutida e vitoriosa em suas reivindicações.

Cumprindo os protocolos sanitários e apresentando aos parlamentares a Agenda Legislativa de interesse dos trabalhadores, organizada pelo DIAP, os manifestantes exigiram o retorno urgente do auxílio emergencial de R$ 600 mensais para quem precisa, até o fim da pandemia, vacinas e rapidez na vacinação para todos contra a covid, e medidas que acabem com o desemprego, o desalento e a fome.

O Brasil, infelizmente, caminha para as 500 mil mortes por covid, principalmente por culpa do negacionismo e da irresponsabilidade do atual governo federal e seus apoiadores. Que a CPI da Pandemia no Senado consiga um resultado justo, apontando os culpados pelo genocídio que, aliás, já sabemos muito bem quem são, e a punição exemplar dos mesmos!

Neste contexto, de desgoverno e crises, o desemprego atingiu segundo o IBGE o número recorde de 14,8 milhões de desempregados, que somado aos subocupados, desalentados e aos que não têm disponibilidade para trabalhar alcança 33,2 milhões de brasileiros. Uma tragédia!

Resistir sempre – Temos então de continuar nossas lutas em defesa dos interesses da classe trabalhadora, no dia a dia das fábricas e empresas, enfrentando a exploração e as injustiças, cobrando do Congresso Nacional a votação da medida provisória 1039 e o retorno do auxílio de 600 reais, promover e incentivar ações de solidariedade contra a fome e encontrar nos debates democráticos com a sociedade brasileira rumos políticos melhores e mais saudáveis para o País.

Francisco Sales Gabriel Fernandes, o Chico
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e região e vice-presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de SP

A CPI precisa punir os genocidas

 A CPI precisa punir os genocidas

Em andamento no Senado Federal, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga as ações do governo federal na pandemia, além da aplicação de recursos transferidos para estados, Distrito Federal e municípios para o combate ao vírus, já ouviu ex-ministros da Saúde deste governo, o atual ministro, os presidentes da Anvisa e da Pfizer no Brasil e o ex-ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, entre outros.

Tudo o que estamos assistindo nesta CPI é a confirmação do que já sabíamos pelos fatos do dia a dia. O governo é um fracasso no enfrentamento da pandemia e o principal responsável pela acentuada crise sanitária, com o Brasil a caminho do genocídio de meio milhão de pessoas por covid.

Perdemos amigos, conhecidos, gente da família. Uma tristeza! Uma tristeza que também nos traz muita indignação.

Se o governo não fosse incapaz e desumano, muitas vidas poderiam, sim, ter sido preservadas.

Não vê isto quem não quer, quem não tem conhecimento crítico, quem está fanatizado ou quem está do lado do mal (mesmo achando que está do lado do bem).

Mas a verdade factual é esta: tivemos uma tresloucada rotatividade de ministros no Ministério da Saúde, apostaram em remédios como a cloroquina, sem eficácia comprovada contra o vírus, fizeram propaganda contra as medidas de isolamento e ao uso de máscara, incentivaram as aglomerações, deixaram sem oxigênio os hospitais de Manaus, atacaram infantilmente a China (prejudicando a importação de insumos para a fabricação de vacinas) e desdenharam das vacinas e da ciência.

Além de tudo isto, por falta de seriedade, planejamento, respeito aos direitos humanos e à vida das pessoas, a vacinação segue lenta, muito lenta, mesmo ainda sob um cenário de muitos contágios, internações e mortes diárias. Não podemos naturalizar essa situação.

Exigimos então desta CPI da pandemia: um resultado justo e a punição de todos os genocidas! E vacinas urgentes para todos!

Francisco Sales Gabriel Fernandes, o Chico
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e região e vice-presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de SP

Página 1 de 9412345102030...Última »