Mococa, 04 de Dezembro de 2022



Jornal o Metalúrgico – edição de 14 de setembro de 2022

Clique aqui e acesse em pdf

 Jornal o Metalúrgico   edição de 14 de setembro de 2022

 Jornal o Metalúrgico   edição de 14 de setembro de 2022

 Jornal o Metalúrgico   edição de 14 de setembro de 2022

 Jornal o Metalúrgico   edição de 14 de setembro de 2022

Assembleias da campanha salarial com incentivo ao voto consciente em 2º de outubro nas eleições gerais

 Assembleias da campanha salarial com incentivo ao voto consciente em 2º de outubro nas eleições gerais

 Assembleias da campanha salarial com incentivo ao voto consciente em 2º de outubro nas eleições gerais

Francisco Sales Gabriel Fernandes, o Chico
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e Região e vice-presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo

 Assembleias da campanha salarial com incentivo ao voto consciente em 2º de outubro nas eleições gerais

 Assembleias da campanha salarial com incentivo ao voto consciente em 2º de outubro nas eleições gerais

 

Duas campanhas muito importantes

 Duas campanhas muito importantes

Ninguém em sã consciência pode dizer que o Brasil vai bem nas questões econômicas e sociais. Juros altos, desemprego, violência, preço dos alimentos nas alturas, famílias passando fome e muita gente morando nas ruas sem apoio nenhum.

Estamos fazendo a nossa parte no Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e Região, defendendo os empregos, os salários, a PLR (Participação nos Lucros ou Resultados) e os demais interesses da categoria metalúrgica.

Mas fazemos parte de uma nação cada vez mais sem perspectivas de futuro por falta de políticas públicas e investimentos. Daí a importância das eleições gerais de 2 outubro e dos projetos que iremos escolher para o nosso País através do voto de cada um.

Precisamos refletir, acompanhar os debates, avaliar o histórico dos candidatos, dialogar entre os amigos e familiares e, na hora do voto, eleger governos (presidente da República e governador) e parlamentos (senador, deputado federal e deputado estadual) progressistas, comprometidos com a coletividade, com os setores produtivos e com a geração de empregos de qualidade para todos(as).

Portanto, no dia 2 de outubro, vamos exercer o sagrado direito de escolher nossos representantes para melhorar a vida de cada um e fortalecer a Democracia Brasileira e o Estado de Direito, que são fundamentais para o nosso País se desenvolver e voltar a ser respeitado nacional e internacionalmente.

Por isto, temos que eleger pessoas que vão defender os direitos sociais, trabalhistas e previdenciários da classe trabalhadora e estabelecer uma vida melhor para o povo brasileiro. Pois do jeito que está não dá. É preciso mudanças!

Temos indicado os nossos melhores candidatos, que têm a nossa cara, se identificam com o movimento sindical e as lutas sociais e trabalhistas e têm chances reais de ganhar as eleições.

Nossos candidatos não são da direita burguesa que arrebenta nossas vidas. Portanto, não vamos votar em representantes da elite privilegiada, do patronato nem em enganadores, ilusionistas e candidatos sem nenhuma chance.

Nós, metalúrgicos, somos uma categoria profissional de vanguarda, histórica, sabemos o que queremos, o que defendemos, e temos propostas dentro do contexto coletivo da sociedade civil e dos movimentos sociais para recuperar o País. O resto é conversa fiada. Não dê ouvidos às fake news. Vote com consciência de classe!

Campanha Salarial dos Metalúrgicos

A Campanha Salarial deste ano é pela recuperação das perdas salariais perante a inflação que está corroendo os salários da categoria e trazendo muitas dificuldades para a sobrevivência de muitas famílias.

Tivemos quatro encontros regionais preparatórios – São José do Rio Preto (16/7), Jundiaí (6/8), Marília (13/8) e Espírito Santo do Pinhal (20/8) – e Assembleia Geral em 30 de agosto na Federação dos Metalúrgicos de São Paulo, com presença do ex-governador Geraldo Alckmin, atual candidato a vice-presidente da República, na chapa com o candidato a presidente Lula/13.

Alckmin destacou a importância do movimento sindical brasileiro, a categoria metalúrgica e da industrialização e dos setores produtivos para a geração de empregos de qualidade para todos(as).

Nossa data-base é 1º de novembro, mas antecipamos a campanha salarial, pois, além das eleições de outubro, temos a Copa do Mundo de Futebol, e não aceitaremos atrasos nem enrolação nas nossas negociações com os sindicatos patronais em São Paulo.

A campanha salarial é unificada, reúne 54 sindicatos filiados à Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo, representando mais de 700 mil trabalhadores.

Somos a maior força metalúrgica do País, que, com união, organização e muito diálogo nas empresas e fábricas, buscará um digno reajuste de salário, abonos e a manutenção das conquistas da convenção coletiva anterior.

Francisco Sales Gabriel Fernandes, o Chico

Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e Região e vice-presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo

Metalúrgicos de SP definem agenda da Campanha Salarial e debatem eleições e conjuntura nacional

 Metalúrgicos de SP definem agenda da Campanha Salarial e debatem eleições e conjuntura nacional

Com presença do ex-governador Geraldo Alckmin, candidato a vice-presidente da República na chapa com o presidente Lula, dirigentes metalúrgicos debateram a conjuntura econômica, social e política do Brasil e reforçaram a importância da pauta trabalhista e social, com a geração de emprego de qualidade, mais renda e mais direitos para a classe trabalhadora.

O encontro foi nesta terça, 30 de agosto de 2022, na sede da Federação dos Metalúrgicos do Estado de SP, presidida por Eliseu Silva Costa, com presenças de dirigentes de 54 sindicatos filiados, representando em torno de 700 mil metalúrgicos no Estado, com data-base em 1º de novembro.

Alckmin declarou-se favorável a uma forte reindustrialização do País, pois a indústria é o setor que “gera empregos melhores”; ao crescimento com estabilidade, sem a inflação que é “injusta socialmente”; ao desenvolvimento do setor da construção civil; e à recuperação do SUS, para reduzir filas e agilizar o acesso da população ao atendimento de saúde pública.

Os dirigentes metalúrgicos aprovaram fazer assembleias até 30 de setembro e entregar à Federação, até 14 de outubro, a aprovação da categoria à campanha salarial.

Francisco Sales Gabriel Fernandes, o Chico, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e Região e vice-presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo, disse que a campanha salarial será difícil, mas acredita na força da mobilização metalúrgica em todas as cidades para a superação dos desafios.

DSC 3762 540x359 Metalúrgicos de SP definem agenda da Campanha Salarial e debatem eleições e conjuntura nacional

DSC 3671 540x359 Metalúrgicos de SP definem agenda da Campanha Salarial e debatem eleições e conjuntura nacional

DSC 3657 540x359 Metalúrgicos de SP definem agenda da Campanha Salarial e debatem eleições e conjuntura nacional

Página 2 de 10812345102030...Última »