Mococa, 15 de Dezembro de 2017



Metalúrgicos de Mococa participam de manifestação contra projeto de terceirização em frente a Fiesp

atopaulista01 Metalúrgicos de Mococa participam de manifestação contra projeto de terceirização em frente a Fiesp
Na manhã dessa terça feira (6) a Força Sindical e outras Centrais Sindicais realizaram um manifesto em frente a sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) contra o Projeto de Lei 4330, que regulamenta a terceirização no país.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e Região também esteve presente, representado pelos seus diretores Chico do Sindicato, Luiz Romão, Mario Rodrigues e Carlos Henrique Simão.

atopaulista00 Metalúrgicos de Mococa participam de manifestação contra projeto de terceirização em frente a Fiesp
A manifestação contou com mais de 3 mil participantes e teve como objetivo pressionar a entidade que representa os empresários e deixar claro a posição das Centrais Sindicais e seus sindicatos afiliados.

Casa seja aprovada, a PL 4330 servirá de instrumento legal de precarização do trabalho, através de diminuição de salários e benefícios já conquistados pelos trabalhadores de todo o país.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e Região Francisco Sales Gabriel Fernandes (Chico do Sindicato), que também faz parte da diretoria da Força Sindical, deixou claro a postura de sua Central: “Nós não podemos permitir que anos de lutas e conquistas sejam jogados no lixo através desse projeto de lei que, no mínimo, trará grandes prejuízos para o trabalhador e sua família como também para todo o país. Por isso estamos aqui dando nosso apoio a esta causa tão justa e urgente.”

A manifestação bloqueou as duas pistas da Avenida Paulista para os manifestantes assistiram a uma encenação teatral, que envolvia a exploração do capital, na figura do empresário, sobre o trabalhador.

atopaulista01 Metalúrgicos de Mococa participam de manifestação contra projeto de terceirização em frente a Fiesp
atopaulista04 Metalúrgicos de Mococa participam de manifestação contra projeto de terceirização em frente a Fiesp
As centrais também reforçaram a necessidade de mobilização para o dia 30 de agosto, quando será realizado mais um Dia Nacional de Paralisações, a partir da pauta ampliada de reivindicações da classe trabalhadora.

Comentários não permitidos.

Deixe um comentário