Mococa, 03 de Fevereiro de 2023



Metalúrgicos de Mococa e da Federação vão ao encontro das centrais sindicais com Lula no Palácio do Planalto

moc1 540x405 Metalúrgicos de Mococa e da Federação vão ao encontro das centrais sindicais com Lula no Palácio do Planalto
moc2 540x405 Metalúrgicos de Mococa e da Federação vão ao encontro das centrais sindicais com Lula no Palácio do Planalto
Francisco Sales Gabriel Fernandes, o Chico, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e Região e vice-presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de SP, o presidente da Federação, Eliseu Costa, entre outros dirigentes metalúrgicos da Força Sindical, estiveram presentes ao encontro das centrais sindicais na quarta, 18 de janeiro de 2023, com o presidente Lula no Palácio do Planalto.

“Dez dias após os criminosos ataques de terroristas aos 3 Poderes, levamos nosso apoio à democracia brasileira e reforçamos nossas reivindicações pela valorização do salário mínimo, geração de empregos, valorização do movimento sindical, desenvolvimento industrial, revisão dos pontos nefastos da reforma trabalhista de 2017, correção da tabela do Imposto de Renda, através de uma reforma tributária justa, e demais reivindicações da Conclat 2022”, disse Chico do Sindicato. Foi um expressivo e histórico encontro com o presidente Lula, repleto de esperança em dias de paz, de diálogo e melhores para a classe operária e para toda a população brasileira.

85cbcc a75fa8a5af3d4258962eadf376b05ba2~mv2 Metalúrgicos de Mococa e da Federação vão ao encontro das centrais sindicais com Lula no Palácio do Planalto

Miguel Torres, presidente da Força Sindical, da CNTM e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes

lulacentrais 1024x576 Metalúrgicos de Mococa e da Federação vão ao encontro das centrais sindicais com Lula no Palácio do Planalto

O presidente Lula assinou um despacho que cria um grupo de trabalho (GT) interministerial para formular, em até 90 dias, uma política de valorização do salário mínimo. O GT envolverá pastas como a da Fazenda, Trabalho, Planejamento, Previdência, Secretaria-Geral, Casa Civil e Indústria e Comércio e terá 45 dias, prorrogáveis pelo mesmo período, para apresentar a política.

O governo discute qual será o novo valor do salário mínimo deste ano, que atualmente está em R$ 1.302, conforme orçamento de 2023, que foi elaborado pelo governo Bolsonaro, mas será executado pela gestão de Lula.

Deixe um comentário