Mococa, 26 de Setembro de 2020



Governo ameaça trabalhadores com mais demissões

ChicodoSindicato Governo ameaça trabalhadores com mais demissões

Pela medida provisória 944, que criou o Programa Emergencial de Suporte a Empregos, o empregador beneficiado fica impedido de demitir funcionários sem justa causa, no período entre a contratação do empréstimo para pagamento de salários durante a pandemia do coronavírus e até 60 dias após o recebimento da última parcela da linha de crédito.

Infelizmente o governo quer mudar esta regra e liberar a demissão, mesmo sem justa causa, de até 50% dos funcionários nas empresas que aderirem ao programa.

“É mais uma ação deste desgoverno favorável aos maus patrões e totalmente desfavorável à classe trabalhadora e a uma justa retomada do desenvolvimento econômico”, diz Francisco Sales Gabriel Fernandes, o Chico, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e região.

Como se não bastassem as tragédias pessoais e sociais causadas pela pandemia do coronavírus e as medidas provisórias que colocam em risco os direitos dos trabalhadores, em acordos individuais sem a participação dos Sindicatos, somos obrigados a ouvir mais este tipo de anúncio do Banco Central. Inadmissível!

“Esperamos que o Congresso Nacional barre qualquer medida neste sentido. Vivemos um cenário ainda muito difícil, com casos de Covid-19 ainda ascendentes, desemprego, queda da renda e aumento da pobreza. Permitir mais demissões é muita falta de sensibilidade, de humanidade, de compaixão. Precisamos repudiar esta intenção do governo, que na verdade é um desgoverno, e continuar mobilizados contra o caos social”, diz Chico do Sindicato.

 Governo ameaça trabalhadores com mais demissões

Deixe um comentário