Mococa, 21 de Setembro de 2017



Diretorias do Sindicato participam do 7º Congresso Nacional da Força Sindical

congresso05 Diretorias do Sindicato participam do 7º Congresso Nacional da Força Sindical
Os diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e Região participaram do 7º Congresso Nacional da Central, realizado nos dias 24, 25 e 26 de julho, em Praia Grande – SP.

Tendo como tema: “Garantir conquistas, mais empregos, direitos e cidadania”, o objetivo do evento foi promover uma troca de informações entre os participantes, realizar a aprovação das resoluções, além de discutir ações, posicionamentos, estratégias e formas de lutas para garantir e ampliar direitos, gerar empregos e promover a cidadania.

congresso01 Diretorias do Sindicato participam do 7º Congresso Nacional da Força Sindical
O Congresso foi aberto pelo Presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, Paulinho, com uma saudação às 90 delegações sindicais de 50 países presentes, a CSA e a CSI, aos cerca de 4 mil delegados sindicais de todos os estados brasileiros, representantes das mais variadas categorias profissionais filiadas à Força Sindical.

congresso02 Diretorias do Sindicato participam do 7º Congresso Nacional da Força Sindical
Paulinho ressaltou a importância do 11 de Julho, Dia Nacional de Luta, realizado em conjunto com todas as centrais sindicais e por todos os sindicatos do país, ocasião em que os trabalhadores foram às ruas para exigir que o governo e o Congresso Nacional cumpram a Pauta dos Trabalhadores.

congresso04 Diretorias do Sindicato participam do 7º Congresso Nacional da Força Sindical
Também presente, o Ministro do Trabalho, Manoel Dias, falou do “esforço espetacular do movimento sindical em tentar aprovar a Pauta Trabalhista, que está no Congresso”.
O Congresso prosseguiu com depoimentos dos dirigentes de outras centrais (CUT, CGT, CTB e Nova Central) e representações internacionais.

Um dos pontos definidos durante o Congresso foi o calendário de mobilização nacional, que começará no dia 6 de agosto, com manifestações no Congresso Nacional, nas federações e confederações patronais, contra o projeto da terceirização; no dia 13, nas superintendências e postos do INSS, pelo fim do fator previdenciário e por uma política de reajuste das aposentadorias; dia 20, manifestações nas portas das empresas e comércio, pela redução da jornada para 40 horas semanais. A grande paralisação nacional, do dia 30 de agosto, será pela Pauta Trabalhista, que pede as 40h, o fim do fator previdenciário, política de valorização das aposentadorias e pensões, aprovação das convenções 151 (direito de greve do funcionalismo) e 158 (contra a demissão imotivada), reforma agrária, mais recursos para saúde e educação; a paralização acontecerá caso a presidenta Dilma não abrir diálogo com o movimento sindical brasileiro.

congresso03 Diretorias do Sindicato participam do 7º Congresso Nacional da Força Sindical
Durante os três dias de Congresso, os delegados debateram temas de interesse dos trabalhadores, que constam do documento-base elaborado pela Central, através das Plenárias Regionais e Estaduais.

Comentários não permitidos.

Deixe um comentário