Mococa, 14 de Dezembro de 2017



342 mil segurados em SP têm que fazer recadastramento

INSS 0115 342 mil segurados em SP têm que fazer recadastramento
Em São Paulo, 342,8 mil segurados estão correndo o risco de ter o pagamento do benefício interrompido a partir de janeiro.
O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) deu prazo até 31 de dezembro para o recadastramento das senhas bancárias, mas até agora, 1,4 milhão ainda não compareceu para fazer a prova de vida, em todo o Brasil.
O recadastramento deve ser feito na agência bancária em que o segurado recebe sua aposentadoria, pensão ou auxílio.
A prova de vida é obrigatória para quem recebe o pagamento em conta corrente, conta-poupança ou via cartão magnético.

Não é necessário ir à APS (Agência da Previdência Social).
Até o início de setembro, segundo o Ministério da Previdência, 2,1 milhões de segurados ainda não tinham comparecido a uma agência bancária para recadastrar a senha. Os bancos exigem que os segurados levem um documento oficial com foto, que pode ser o RG, a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) ou a carteira de trabalho. É possível cadastrar a biometria, de identificação com a impressão digital, mas não é obrigatório. Além da prova de vida, o INSS diz que utiliza esse recadastramento para evitar fraudes e pagamentos indevidos.

Fonte: Agora SP

Comentários não permitidos.

Deixe um comentário