Mococa, 19 de Janeiro de 2021



Arquivo para 2020

Acesse as Convenções Coletivas de Trabalho 2020-2021

Sifesp (Fundição)

Sicetel (Trefilação e Laminação de Metais Ferrosos) e Siescomet (Esquadrias e Construções Metálicas)

Sindiforja (Forjaria) e Sinpa (Parafusos, Porcas, Rebites e Similares)

Sindimaq (Máquinas) e Sinaees (Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares)

Sindipeças (Componentes para Veículos Automotores)

Sindisider (Distribuidoras de Produtos Siderúrgicos)

Sindifupi (Funilaria e Pintura)

Simefre (Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários) e Sinafer (Artefatos de Ferro, Metais e Ferramentas em geral)

Sindal (Fabricantes de equipamentos – empresas fornecedoras de produtos e serviços de projeto, montagem e manutenção de cozinhas industriais em hotéis, motéis, flats, restaurantes, bares, lanchonetes, fast-foods, supermercados, hospitais, escolas, clubes e similares)

Siniem (Estamparia de Metais)

Trabalhadores da Metalúrgica Mococa conquistam convenção, reajustes e PLR

 Trabalhadores da Metalúrgica Mococa conquistam convenção, reajustes e PLR

Em assembleia nesta segunda, 14 de dezembro de 2020, os trabalhadores da Metalúrgica Mococa aprovaram a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho firmada com o sindicato patronal Siniem (Sindicato Nacional da Indústria de Estamparia de Metais) nos mesmos termos que as convenções assinadas com outros grupos patronais.

Com esta conquista, os trabalhadores da Metalúrgica Mococa também terão um reajuste salarial de 4,77% (3,5% a partir de janeiro de 2021 e 1,27% a partir de março de 2021), abonos de 9,5% (dezembro de 2020) e a renovação de todas as cláusulas sociais, sindicais, econômicas e jurídicas da Convenção Coletiva de Trabalho, que vigorará de 1 de novembro de 2020 a 31 de outubro de 2021.

Também aprovados: Participação nos Lucros ou Resultados (PLR), a ser paga no valor de um salário nominal no próximo 22 de dezembro, e reajuste de 13% do valor do tíquete-refeição também neste mês de dezembro.

A Metalúrgica Mococa fica no Distrito Industrial 2, produz latas sanitárias para alimentos e emprega 600 trabalhadores.

“Foi um campanha difícil, principalmente em um ano marcado pela crise da pandemia. Mas, com o apoio dos trabalhadores, o Sindicato foi forte nas negociações e conseguiu garantir os reajustes, benefícios e direitos”, diz Francisco Sales Gabriel Fernandes, o Chico, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e Região e vice-presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de SP.

 Trabalhadores da Metalúrgica Mococa conquistam convenção, reajustes e PLR

 

Vitoriosa campanha salarial para os metalúrgicos de Mococa e Região

 Vitoriosa campanha salarial para os metalúrgicos de Mococa e Região

 

O Sindicato dos Metalúrgicos de Mococa e Região está na reta final da Campanha Salarial 2020, considerada pela entidade como uma das mais difíceis de todos os tempos, principalmente por conta da crise sanitária do coronavírus e de uma situação mais precária das empresas perante a crise econômica que, vale lembrar, começou antes da pandemia.

“Tivemos melhorias produtivas em alguns segmentos, mas na contagem geral foi difícil”, diz Francisco Sales Gabriel Fernandes, o Chico, presidente do Sindicato e vice-presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de SP.

Chico lembra que já estamos em meados de dezembro e ainda não foram fechadas as convenções com os sindicatos patronais FIESP e Siniem (Sindicato Nacional da Indústria de Estamparia de Metais – Latas de Alumínio), que é o sindicato patronal da Metalúrgica Mococa.

“Estamos negociando diretamente com a empresa, para que o reajuste salarial e as demais conquistas sejam no mínimo iguais aos acordos já firmados com outras empresas”, diz Chico do Sindicato.

 Vitoriosa campanha salarial para os metalúrgicos de Mococa e Região

Mesmo perante os enormes desafios, a campanha garantiu a recuperação das perdas salariais, os abonos e a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho para mais um ano para a categoria metalúrgica de Mococa e Região, com data-base em 1º de novembro. Confira:

Reajuste salarial de 4.77%
De acordo com o INPC-IBGE do período – aplicados da seguinte forma: 3,5%, a partir de janeiro de 2021, e 1,27%, a partir de março de 2021.

Abonos de 9,5%
Aplicados em dezembro de 2020.

Pisos salariais de R$ 1.507,42 até R$ 2.010,00
Dependendo do número de empregados da empresa e do sindicato patronal que a mesma pertence.

Convenção Coletiva de Trabalho
Renovação de todas as cláusulas sociais, sindicais, econômicas e jurídicas da Convenção Coletiva de Trabalho, que vigorará de 1 de novembro de 2020 a 31 de outubro de 2021.

Apesar das dificuldades, os resultados ficaram acima dos obtidos em outras bases e por outras categorias profissionais: bancários-São Paulo, data-base setembro, reajuste 1,50%; sincomércio-Osasco, data-base fevereiro, reajuste 2%; correios-nacional, data-base agosto, reajuste 2,60%; metalúrgicos-Santa Catarina, data-base maio, reajuste 3%; farmacêuticos/São Paulo, data-base abril, reajuste 3,31%; caminhoneiros-São Paulo, data-base maio, reajuste 2,90%.

Mensagem de final de ano da diretoria do Sindicato

 Mensagem de final de ano da diretoria do Sindicato